Buscar
  • PIBSANTAMARIA

FRUTO DO ESPÍRITO

Paulo contrasta os dois modos de vida: um dirigido pelo Espírito de Deus, outro, controlado por nossa natureza pecaminosa. Nosso maior desafio agora é não fazermos aquilo que simplesmente desejamos, mas buscarmos a vontade de Deus e uma vida cheia do Espírito. Gálatas 5 é um capítulo que é um alto grau dedicado ao contraste entre a natureza velha (chamado “carne”), e a natureza nova (chamado “espírito”), e o conflito que há entre eles. Referente aos termos “carnes” e natureza velha” e “espírito” ou “natureza nova”, esses termos são usados pra descrever o estado de um homem antes e depois de ele começar a crer.

Antes de alguém se tornar um Cristão, isto é, antes de ele confessar com sua boca que Jesus é o Senhor e crer em seu coração que Ele ressuscitou dos mortos (Romanos 10:9), ele é descrito como "mortos em ofensas e pecados" (Efésios 2:1). Quando alguém confessa com sua boca que Jesus é o Senhor e crê em seu coração que Deus o ressuscitou dos mortos, ele nasce novamente e como consequência ele recebe uma nova natureza, chamada “Espírito” em Gálatas 5.

Do ponto de vista de Deus ele não está mais morto em ofensas e pecado, mas está salvo (Romanos 10:9), ele é santo e justo diante Dele (Romanos 3:21-28, 1 Coríntios 1:30), ele tem o Espírito Santo, que também pode operar (I Coríntios 12:8-10) e ele é um filho de Deus (Gálatas 3:26), para referir apenas algumas das coisas que alguém recebe como consequência desse novo nascimento. Todas essas coisas que o homem tem por causa do novo nascimento constitui a nova natureza. Agora, o fato de alguém receber uma nova criatura após crer, não significa que a natureza velha desaparece automaticamente. Em vez disso, após o novo nascimento o filho de Deus tem nele as duas realidades a natureza nova e a velha, onde uma é contra a outra. Conforme Gálatas 5:16-17.

A natureza velha, ou a carne é contra a natureza nova ou o espírito. Para ser vencedor neste conflito que é necessário caminhar pela nova criatura, o espírito. Como na passagem diz: "Andai em Espírito, e [como consequência] não cumprireis a concupiscência da carne." A maneira de não cumprir a concupiscência da carne é caminhando no espírito, pela nova natureza, isto é, colocando e utilizando tudo que a palavra de Deus diz em relação à nova natureza. Ao fazer isso, a obra da nova natureza será eliminada.


A consequência da caminhada no espírito é dado em Gálatas 5:19-23 juntamente com a consequência da caminhada na carne. Na primeira categoria de obras, nós temos as obras da carne, isto é, obras são as manifestações de velha natureza, enquanto na segunda categoria nós temos “o fruto do espírito”, isto é, o produto da caminhada pela nova natureza. Tomando o amor como exemplo: como podemos ver, ele pertence ao fruto da nova natureza, o espírito. Assim, o amor não é qualidade encontrada no homem velho, uma vez que ele é fruto do NOVO homem, a nova natureza. O mesmo também acontece com alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio, todas elas são consideradas o fruto em nossas vidas. Conforme Deus nos orienta em Sua palavra é muito clara e não deixa dúvidas: Gálatas 5:16 "Digo, porém: Andai em Espírito [a nova natureza], e não cumprireis a concupiscência da carne [a velha natureza].

Deus abençoe!





18 visualizações

© Copyright 2016 - PIB em Santa Maria